Quadrilha arremessa granada contra residência de 'João Presinha' no Lagamar

Uma granada foi apreendida pela Polícia Militar, no Lagamar, em Fortaleza, na madrugada desta segunda-feira (11). Segundo o comandante da 3ª Cia do 8ºBPM (Meireles), major Hideraldo Bellini, o artefato foi arremessado contra a residência da família de 'João Presinha', apontado como o chefe da facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) na região.
Conforme Bellini, cerca de oito homens não identificados, divididos em dois veículos, seriam os autores do ataque criminoso. O grupo seria pertencente à facção Comando Vermelho (CV) e moraria na Cidade de Deus.
A quadrilha arremessou a granada próximo da residência onde mora um filho de João Presinha, mas o artefato não disparou. Na sequência da investida criminosa na comunidade, o grupo matou a tiros um homem identificado apenas como Cristiano, que já tinha passagem na Polícia por tráfico de drogas.
O Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque) e o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), também da PM, foram acionados para a ocorrência, por volta de 4h, e desarmaram a granada, que foi apreendida em seguida. Desde então, a Polícia realiza diligências pela região, mas ainda não localizou nenhum suspeito de participar da ação criminosa.
João Bosco da Rocha, 52, o 'João Presinha', concedeu entrevista exclusiva ao Diário do Nordeste, no último dia 11 de agosto, quando negou ser líder da GDE e afirmou nunca ter matado nem mandado matar ninguém e que, há mais de dez anos, está afastado das atividades criminosas.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe