Canindé: Governo do Ceará entrega Escola de Ensino Médio em assentamento rural

Após bons resultados na Educação, divulgados quarta-feira (25) e que colocam o Ceará em posição de destaque no Nordeste e no Brasil, o Governo do Ceará entregou, nesta quinta (26), mais uma Escola de Ensino Médio, desta vez no município de Canindé. A inauguração da Escola de Ensino Médio Filhos da Luta Patativa do Assaré, que teve solenidade aberta por apresentação artística de alunos, acontece uma semana depois de mais de 700 ex-alunos da rede pública estadual serem contemplados com bolsas do Avance – Programa Bolsa Universitário. O novo prédio, localizado no assentamento de Santana de Cal, tem capacidade para atender até 540 estudantes, de 36 comunidades do município, nos turnos manhã e tarde.
Acompanhado da vice-governadora Izolda Cela e do secretário da Educação, Idilvan Alencar, o governador Camilo Santana compartilhou a emoção de inaugurar mais um equipamento da educação. “Sempre me emociono quando entrego uma escola ou realizo uma ação na educação, mas hoje me emocionei mais. É uma escola que se diferencia das demais, porque ela acolhe filhos de agricultores, homens e mulheres do campo que trabalham diariamente para garantir a educação dos filhos”, dividiu o governador. “É uma escola que representa a resistência de gente que vive e quer viver no campo”, continuou.
O titular da Seduc também antecipou que, além desta, outras quatro escolas estão em construção: duas em Canindé – em Logradouro e Conceição Salitre; uma em Quixeramobim, em Nova Canaã; e outra no município de Mombaça, em Salão. “Nós respeitamos o projeto pedagógico desta escola. E é com alegria que, das 15 escolas estaduais em funcionamento na região, esta é 2º lugar nos resultados”, comemorou.
“É uma alegria que o governador entregue oficialmente esta escola, fruto de tanta luta e reivindicação pela educação, uma luta dos trabalhadores. E eu sei que esta é uma pauta cara para ele (Camilo Santana), principalmente pela formação dele, pelos princípios com que ele se guia na administração pública”, compartilhou a vice-governadora Izolda Cela. “Um governo inteligente começa pela educação”, acrescentou a prefeita de Canindé, Maria do Rosário.
A unidade, localizada no assentamento Santana de Cal, tem capacidade para atender até 540 alunos, e foi construída, mobiliada e equipada com recursos estaduais e federais, somando investimento de R$ 4,1 milhões. Outras quatro escolas similares estão sendo construídas na região

Assentamentos
Com a nova unidade de ensino, o Ceará passa a contar com oito escolas em funcionamento em assentamentos rurais localizados em Canindé, Itapipoca, Itarema, Jaguaretama, Madalena, Monsenhor Tabosa, Ocara e Santana do Acaraú – atendendo cerca de 1.800 alunos.
A escola foi construída, mobiliada e equipada com recursos estaduais e federais, somando investimento de R$ 4.1 milhões. São seis salas de aula, biblioteca, laboratórios de Línguas, Informática e Ciências, além de quadra poliesportiva.

Uma escola de força
O diretor da escola, Erivando Barbosa, classifica a unidade como “simbologia para a classe trabalhadora da região”. Ele relaciona a instalação do prédio no assentamento com a luta dos trabalhadores do campo. “A palavra que mais define é isso: conquista. Mas essa conquista só estará completa se os trabalhadores continuarem garantindo que essa escola esteja a serviço dos interesses da classe trabalhadora, na produção do conhecimento para a dignidade da vida no campo”, avaliou.
A unidade, localizada no assentamento Santana de Cal, tem capacidade para atender até 540 alunos, e foi construída, mobiliada e equipada com recursos estaduais e federais, somando investimento de R$ 4,1 milhões. Outras quatro escolas similares estão sendo construídas na região
A aluna Emily Teixeira, de 17 anos, mora na zona urbana de Canindé, onde também tem outras Escolas de Ensino Médio. Ela conta, porém, que a unidade instalada no assentamento é como uma casa, por isso enfrenta diariamente os cerca de 24 quilômetros que distanciam o Centro da cidade de Santana do Cal. “A escola do campo representa uma pedagogia muito linda, que se utiliza da metodologia de Paulo Freire. É uma escola puxada pelo movimento social, o que contribui pra nós construirmos uma base de força e democracia”, afirmou.
A unidade, localizada no assentamento Santana de Cal, tem capacidade para atender até 540 alunos, e foi construída, mobiliada e equipada com recursos estaduais e federais, somando investimento de R$ 4,1 milhões. Outras quatro escolas similares estão sendo construídas na região.
Por ser instalada em área de assentamento, a unidade apresenta componentes curriculares diferente das escolas regulares convencionais. Em dois dias da semana, os alunos ficam na escola em tempo integral, tendo acesso a disciplinas como Práticas Sociais Comunitárias; Projeto, Estudo e Pesquisas; e Organização do Trabalho e Técnicas Produtivas, ministrada por um agrônomo. Os conteúdos extras somam 8 horas-aula à carga horária padrão. “São disciplinas de base. Chamamos assim porque, no momento em que nos formamos aqui, nós estamos assumindo um papel importante, principalmente com a educação no campo”, explicou Emily.
Para o diretor da unidade, esses elementos que compõem a pedagogia da escola faz com que muitos saiam da sede da cidade para ter acesso à educação. “É a identificação com a filosofia da escola. Nossa escola pretende romper com o paradigma da escola tradicional,buscando trabalhar, também, a formação humana. É uma educação que não está voltada apenas para atender aos interesses do mercado”, orgulha-se o gestor.


Saiba mais
A escola faz parte da Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede) 7, sediada em Canindé. A rede estadual na região tem 18 escolas, sendo 10 de Ensino Médio Parcial, 02 de Ensino Médio Integral, 01 Escola de Educação do Campo, 03 de Educação Profissional, 01 de Ensino Fundamental Indígena e 01 Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja).
A obra a EEM Patativa do Assaré foi acompanhada pela Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), por meio do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE).
Estiveram presentes no evento, ainda, o secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), Dedé Teixeira, os deputados estaduais Elmano de Freitas, João Jaime e o deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe