Em repouso, Temer foi informado do resultado da votação e retomará agenda amanhã

Depois de passar sete horas em atendimento em um Hospital de Brasília, o presidente Michel Temer estava em casa descansando e segundo auxiliares, não assistiu a sessão da Câmara que derrubou a denúncia por obstrução de justiça e organização criminosa. Apesar disso, o presidente foi informado do resultado da votação da Câmara, que arquivou a denúncia por 251 votos contra 233, por telefone pelos ministros palacianos. 
A primeira avaliação no Planalto é de que, apesar de um placar menor do que da primeira denúncia, o resultado foi dentro do esperado. Segundo um interlocutor do presidente, o governo está satisfeito. Auxiliares do Palácio destacam ainda que era preciso passar essa barreira para tentar retomar a agenda econômica. O placar menor, no entanto, sinaliza que o Planalto terá dificuldades em aprovar a reforma da Previdência, por exemplo, que necessita de 308 votos. 

Agenda do presidente 
Apesar do repouso, o presidente usou as redes sociais há pouco para reforçar que está bem. "Boa noite! Hoje tive um desconforto e fui submetido a uma série de exames. Estou bem", escreveu. "A orientação médica foi p/ que eu fique em repouso pelos próximos dias. Agradeço a todos que enviaram mensagens preocupados com minha saúde", completou o presidente no Twitter.
Mesmo com a indicação de repouso, um pouco antes da manifestação do presidente nas redes sociais, o Palácio do Planalto divulgou a agenda do presidente amanhã (26). Durante a parte da manhã, Temer vai seguir a recomendação médica e descansar. Apesar disso, às 14h o presidente agendou uma reunião com o deputado Saraiva Felipe (PMDB/MG) e às 15 horas fará a assinatura de Contrato de Financiamento com o Município do Rio de Janeiro, no Palácio do Planalto.

Estadão Conteúdo
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe