Jovem sai da própria cova depois de ser baleado, agredido e enterrado vivo

Um caso que parece roteiro de filme de terror aconteceu na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Um rapaz, de 17 anos, conseguiu sair da própria cova, depois de levar dois tiros, receber várias pauladas na cabeça, perder um dos olhos e ser enterrado vivo.
Mesmo ferido, o jovem conseguiu se desenterrar, andar alguns metros e pedir ajuda em uma rodovia. A vítima foi socorrida por populares ao Hospital João XXIII e ficou dois meses internada. As sequelas não impossibilitaram que o rapaz contribuísse com as investigações e entregasse à polícia os autores do crime.
Os dois suspeitos foram presos e apresentados nesta terça-feira (17) pela Polícia Civil de Minas Gerais. De acordo com o jornal Estado de Minas, a dupla foi identificada como Sérgio Costa da Silva, 24 anos, e Carlos Vinícius dos Santos Pereira, 28.

O crime
A vítima deu detalhes de como foi parar dentro da cova em uma entrevista. De acordo com ele, após furtar 30 gramas de maconha de traficantes na cidade de Santa Luzia, foi perseguido, caiu em uma emboscada e terminou sendo levado para uma área aberta da rodovia MG-010, em Confins. No local, levou pauladas e foi baleado duas vezes. Na agressão, acabou perdendo o olho direito.
O jovem ficou desacordado e foi dado como morto pelos traficantes. Após ser enterrado em uma cova, a família foi informada de que o rapaz estaria morto. Quando conseguiu recuperar a consciência, ele contou que teve apenas forças para cavar, caminhar até às margens da via e pedir ajuda. Pouco tempo depois, desmaiou e acordou no hospital.

JC
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe