Lutador cearense Rony Jason é desligado do UFC após derrotas e caso de agressão

Atravessando a pior fase da carreira sem vencer nas quatro últimas apresentações pelo Ultimate Fight Championship (UFC), o cearense Rony Jason teve sua demissão da organização anunciada nesta terça-feira (17). O atleta lutava pela organização desde 2012, após vencer a 1ª temporada do reality show The Ultimate Fighter (TUF), da Rede Globo. Com isso, restaram apenas três atletas do Estado no UFC: o peso-pena Godofredo Pepey, o peso meio-médio Thiago ‘Pitbull’ Alves e a peso-palha feminino Viviane ‘Sucuri’.
"O peso-pena UFC Rony Jason foi liberado da organização depois de sofrer três derrotas em suas últimas quatro lutas”, diz o comunicado emitido pelo UFC. A última luta de Jason foi em março deste ano, em Fortaleza.
Rony Jason venceu pela última vez no UFC em 2014. Naquela oportunidade, o cearense derrotou o norte-americano Steven Siler por nocaute. Em sua trajetória pela organização, foram nove lutas, com quatro vitórias, quatro derrotas e um 'no contest'.

Agressão como estopim
Nas últimas semanas, o quixadaense se viu dentro de um turbilhão ao ser flagrado agredindo a irmã após discussão na cidade do sertão central cearense. A Polícia Civil investiga o caso.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe