Marqueteiro de Temer quer elevar sua popularidade de 3% para 50% em seis meses

O marqueteiro do presidente Michel Temer, Elsinho Mouco, tem um plano audacioso pela frente para recuperar a imagem do chefe de governo pior avaliado da história do país desde a redemocratização. A meta é fazer Temer, hoje aprovado por apenas 3% dos eleitores, ser bem avaliado pela metade da população dentro de seis meses.
“Quando cair a trama, quando for totalmente revelada a armação que o presidente Michel Temer sofreu, com certeza o bom/ótimo e regular vai a 50% dos brasileiros a partir de abril ou maio. A verdade vence”, afirmou o marqueteiro do Planalto ao Congresso em Foco, repetindo uma frase de Temer no discurso pós-denúncia.
O arquivamento da segunda denúncia é visto como a última oportunidade para se passar um verniz na imagem de Temer. Para que o presidente suba na escala da popularidade, o Planalto aposta na manutenção de três fatores: as ruas vazias, a melhora dos indicadores econômicos principalmente na geração de empregos e a parceria – ainda que no estilo “dormindo com o inimigo” – com o Congresso.
Em novembro, o slogan da publicidade do governo será: “Agora, é Avançar”. Com essa paradinha de suspense provocado pela vírgula, e esse tom de “avante” inspirado nas mais desbravadoras páginas da história. A outra palavra de ordem é “progredir”, um sonho comum do brasileiro e tão sensível quanto ser popular.

Congresso em Foco
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe