Ministério da Saúde alerta para vacinação contra sarampo e rubéola

O Ministério da Saúde fez nessa terça-feira (3) um alerta sobre a necessidade de reforçar a vacina contra doenças como sarampo, caxumba e rubéola. De acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS), a medida ocorre após países como França, Alemanha, Itália, dentre outros, ficarem sob risco de surtos de sarampo e rubéola. O sarampo é considerado endêmico em nove países da Europa, e a rubéola, em 14.
O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza a vacina tríplice viral, que evita o sarampo, a caxumba e a rubéola. A primeira dose deve ser tomada aos 12 meses de idade. Aos 15 meses, é necessária uma dose da vacina tetraviral, que corresponde à segunda dose da vacina tríplice viral mais uma dose da vacina contra a varicela.
Caso haja atraso na vacinação, crianças de até 4 anos ainda podem receber a vacina com o componente varicela. A partir dos 5 anos até os 29 anos de idade, deverão ser administradas duas doses da vacina tríplice viral. Pessoas de 30 a 49 anos de idade devem receber uma só dose da vacina tríplice viral, caso não tenham sido vacinadas na idade correta.
O governo alerta que, apesar de já não haver casos de sarampo no Brasil desde 2001, nem de rubéola desde 2010, existe o risco dos vírus voltarem a circular no país. Por isso, o Ministério da Saúde enfatiza a importância de que o esquema vacinal esteja completo, conforme as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe