Na véspera do prazo final, fila para o recadastramento biométrico dobra o quarteirão

Durante toda esta segunda (30), o movimento de pessoas foi intenso no cruzamento das ruas Monsenhor Furtado com João Rodrigues Pinto, no centro de Santa Quitéria.
Desde as primeiras horas, centenas de pessoas de Santa Quitéria, Catunda e Hidrolândia disputavam uma lugar na fila para fazer o recadastramento biométrico que se encerra amanhã (31), no Cartório da 54ª Zona Eleitoral.
Além das três cidades citadas, o cadastramento também se encerra nesta terça nos municípios de Cascavel, Pindoretama, Russas, Palhano, São Gonçalo do Amarante, Guaraciaba do Norte, Croatá, Jaguaruana e Itaiçaba.
A grande procura no encerramento dos trabalhos já era prevista pela equipe do Cartório, que por várias vezes, orientou aos eleitores para que não deixassem para fazer a sua revisão nos últimos dias, como forma de evitar dificuldades na fila de espera.
De acordo com os números divulgados hoje pelo Cartório Eleitoral, 78,37% do eleitorado de Santa Quitéria fez o recadastramento, seguido de Hidrolândia com 78,87% e Catunda com 81%.

Documentos
Para quem vai fazer os procedimentos amanhã (31), deve chegar bem cedo ao Cartório Eleitoral, munido dos seguintes documentos: 
  • RG ou qualquer outro documento que comprove a nacionalidade brasileira (Ex: Carteira de Trabalho ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal);
  • certificado de quitação com o serviço militar, para os brasileiros do sexo masculino, com idade entre 18 a 45 anos que for tirar o título pela primeira vez;
  • comprovante de residência.

Impedimentos
Quem não fizer o recadastramento terá o título cancelado. E são muitos os prejuízos para os eleitores em débito com a Justiça Eleitoral. Além de não poder votar nas próximas eleições, ficam impedidos de:
  • Requerer passaporte ou carteira de identidade;
  • Receber salário e benefícios sociais de entidades públicas ou assistidas pelo governo;
  • Fazer parte de concorrência pública ou administrativa em qualquer instituição da União, dos estados, dos municípios ou do Distrito Federal;
  • Solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo;
  • Inscrever-se em concursos públicos ou tomar posse de cargos públicos;
  • Renovar matrícula em qualquer instituição de ensino pública ou fiscalizada pelo governo;
  • Requerer qualquer documento que necessite da quitação eleitoral.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe