Publicidade

Rombo da previdência do Ceará já passa de R$ 1 bilhão

O governador Camilo Santana comunicou, oficialmente, aos deputados estaduais cearenses, ter liberado do Tesouro estadual para cobrir o déficit da previdência, até o mês de agosto, a importância de R$ 1.027.477.528,20 (um bilhão e vinte e sete milhões, quatrocentos e setenta e sete mil, quinhentos e vinte e oito reais e vinte centavos). Quando juntar os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro, o rombo previdenciário nas contas do erário estadual chegará a R$ 1,5 bilhão.
Esses recursos saídos do Tesouro, segundo o governador, foram para “a cobertura da insuficiência financeira até agosto/2017, sendo: R$ 869.869.501,13 (oitocentos e sessenta e nove milhões oitocentos e sessenta e nove mil e quinhentos e um reais e treze centavos) para o Fundo Financeiro FUNAPREV”, dos servidores civis. O restante, R$ 157.608.027,07 (cento e cinquenta e sete milhões, seiscentos e oito mil e vinte e sete reais e sete centavos) para o Fundo Financeiro PREVMILITAR” do grupo militar, envolvendo policiais e bombeiros.
O documento do Governo encaminhado à Assembleia pelo secretário da Fazenda, Mauro Filho, foi oficialmente apresentado aos deputados na sessão ordinária desta manhã. Essas informações sobre a arrecadação e os gastos da administração estadual são uma obrigação constitucional que o governante tem cumprir a cada dois meses. O agora conhecido é referente ao quarto bimestre do ano.

Edison Silva
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe