Sindetran/CE promete recorrer à OAB e à OIT pelo direito de manifestação do trabalhador

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Estado do Ceará (Sindetran/CE) informou que recorrerá à Comissão dos Diretos Humanos da OAB e à Organização Internacional do Trabalho (OIT) contra um possível assédio a servidores de Detran/CE para que não participem do movimento pela regulamentação do Plano de Cargos da categoria, além de vagas administrativas de nível médio no concurso público.
Segundo a entidade sindical, a denúncia também recairá contra a liminar da 5° vara da Fazenda Pública, que determina a liberação de força policial sobre o movimento, além de multa diária de R$ 10 mil.
“Nunca vi a Justiça ser contra o trabalhador. Estão tentando nos calar, mas não nos calaremos”, disse a presidente do Sindetran/CE, Eliene Uchoa.
Nessa segunda-feira (9), segundo o Sindetran/CE, servidores do Detran/CE, na sede Maraponga, mesmo assim aderiram ao movimento. Já diretores sindicais se acorrentaram na rampa de acesso ao Palácio da Abolição e exigem um posicionamento Executivo.

Eliomar de Lima
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe