32% dos candidatos do Enem 2017 faltam no segundo dia de prova

O segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 teve abstenção de 32%, segundo dados divulgados neste domingo (12) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Segundo o Inep, órgão responsável pela aplicação das provas, dos 6.731.344 inscritos, 2.156.449 se ausentaram no segundo dia. Os dados são preliminares, e poderão sofrer alterações após checagem do instituto.
O índice de abstenções nesse segundo dia de provas ficou um pouco acima da média dos últimos anos. De acordo com o Inep, entre 2009 e 2016, a média de abstenções foi de 29,8%.
Pela primeira vez, o exame foi aplicado em dois finais de semana. Neste domingo, segundo dia de provas, os candidatos responderam às perguntas de matemática e ciências da natureza.
No domingo passado (5), foram aplicadas as provas de linguagens e ciências humanas, além da redação, que teve como tema os desafios da educação de surdos no Brasil.
Segundo balanço final do Inep, o primeiro dia teve 29,8% de abstenção. Dos 6.731.344 inscritos, 2.006.825 se ausentaram no domingo passado, percentual que ficou dentro da média histórica.
O gabarito oficial do Enem 2017 será divulgado pelo Inep até 16 de novembro. O Boletim de Desempenho será divulgado em 19 de janeiro para os participantes regulares.
“A média histórica é em torno de 30%. O número que foi divulgado no primeiro dia, na revisão, chegamos a 29,8% e historicamente o primeiro dia tem menos abstenção que o segundo dia. Então, [a taxa de abstenção] repete um comportamento mais ou menos padrão de anos anteriores”, explicou o ministro da Educação, Mendonça Filho, após a realização das provas.
Durante a entrevista coletiva, o ministro afirmou que a aplicação em dois domingos se mostrou “viável” e é um dos principais legados para o Enem.
“Foi uma aplicação que posso caracterizar como sucesso absoluto, total, do ponto de vista de segurança, […] tivemos pouquíssimas ocorrências que puderam apresentar alguma necessidade de intervenção”, disse o ministro.
De acordo com o Inep, no total, 853 candidatos acabaram eliminados do Enem 2017, sendo 842 por descumprimento de regras do edital, nove por detector de metal e dois que se recusaram a coletar dados biométricos. No primeiro dia, foram 273 desclassificados. Os demais 580 foram eliminados no segundo dia.

G1
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe