Ânimos esquentam e tucanos ameaçam trocar socos em reunião do PSDB

O clima esquentou durante uma reunião de deputados federais e senadores do PSDB, na tarde desta terça-feira (31), com trocas de ofensas e ameaças de agressão física entre os parlamentares. O ápice da discussão foi o levantamento encomendado pelo presidente interino da legenda, Tasso Jereissati, que mostra o desgaste tucano perante a opinião pública.
O Idea Big, instituto contratado por Tasso, foi acusado pelos aliados do senador Aécio Neves de ter trabalhado para o PT de Minas Gerais e ser ligado à agência Pepper, envolvida em irregularidades na campanha petista pela presidência em 2018. Aliados de Aécio ainda acusaram o senador cearense de usar a máquina do partido para ser eleito à presidência tucana em dezembro.
Os ânimos se exaltaram e aliados de Tasso chegaram a gritar que não ficariam “do lado do corrupto”, se referindo a Aécio Neves, afastado duas vezes do mandato de senador após ser gravado pedindo R$ 2 milhões em propina a Joesley Batista, dono da JBS.

Com informações da Folha de S. Paulo
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe