Colapso na rede estadual de saúde do Ceará

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) teve um dia tenso ontem. Hoje persiste. Médicos denunciavam em redes sociais a falta de insumos básicos e até medicamentos essenciais. O Blog confirmou o cenário pavoroso.
Faltava nifidepina, sulfato de magnésio e misoprostol, medicações de urgência para gestantes de alto risco.
Entidades como o Sindicato dos Médicos devem procurar hoje o Ministério Público Estadual. Vão pressionar o secretário titular Henrique Javi.
Ante o colapso, o assunto foi parar no Palácio da Abolição. Uma solução deve sair ao longo do dia. Os medicamentos são baratos.

Blog do Jocélio Leal
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe