Publicidade

Ex-gerente da Transpetro é preso em nova fase da Lava-Jato; PF investiga repasse ao PT

A Polícia Federal deflagrou nesta nesta terça-feira (21) a 47ª fase da Operação Lava-Jato e cumpre mandados judiciais em quatro Estados.
Batizada de Sothis, a ação tem como alvo principal um esquema de corrupção envolvendo contratos da Transpetro, subsidiária da Petrobras.
Segundo a PF, aproximadamente 40 policiais estão cumprindo oito mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão temporária, e cinco mandados de condução coercitiva nos Estados da Bahia, Sergipe, Santa Catarina e São Paulo.
O preso temporário é José Antonio de Jesus, ex-gerente da Transpetro, que foi detido na própria residência, em Camaçari, na Bahia. Ele é suspeito, juntamente com familiares, de negociar o repasse de R$ 7 milhões em propinas pagas por empresa de engenharia. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o valor foi pago mensalmente ao Partido dos Trabalhadores (PT). O esquema teria durado entre setembro de 2009 e março de 2014.
Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro dentre outros. Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Os mandados

Bahia
1 mandado de prisão temporária
4 mandados de busca e apreensão
2 mandados de condução coercitiva

Sergipe
2 mandados de busca e apreensão
1 mandado de condução coercitiva

Santa Catarina
1 mandados de busca e apreensão

São Paulo
1 mandado de busca e apreensão
1 mandado de condução coercitiva

Folhapress
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe