Publicidade

Grupo preso por ameaçar agentes do 'Pró-Cidadania' em São Benedito

Quatro pessoas que planejavam a instalação da célula de uma facção criminosa no município de São Benedito foram capturadas no último domingo (19). Equipes do Comando Tático Rural (Cotar), da Polícia Militar, prenderam o bando em uma residência no bairro Cidade Nova. Os suspeitos são apontados ainda como autores de vídeos com ameaças a agentes do Programa de Proteção à Cidadania (Pró-Cidadania) do Município.
Detida, a proprietária do imóvel foi identificada como Adriana Freire da Silva, 32 anos, sem antecedentes criminais. A mulher estava acompanhada também de um adolescente de 16 anos, que já acumulava passagens por atos infracionais análogos aos crimes de roubo e furto, além do casal de irmãos Jailson Lemos da Silva, 23, e Adailson Lemos da Silva, 29, que respondiam por tráfico de drogas.
De acordo com um policial que preferiu não ser identificado, os suspeitos afirmaram pertencer ao Primeiro Comando da Capital (PCC), facção com abrangência nacional e extenso poder de fogo. "No momento da prisão eles discutiam provavelmente a implantação dessa facção no município", ponderou. Com o grupo, os militares apreenderam um revólver, maconha, pedras de crack, celulares e R$ 530 em espécie, ocasião em que eles acabaram autuados em flagrante por tráfico de entorpecentes. Eles foram encaminhados à Delegacia Regional de Tianguá, onde o crime foi registrado.

Celular
Os suspeitos já estavam sendo monitorados pela Polícia de São Benedito (Área Integrada de Segurança 14) em virtude de duas gravações publicadas em páginas falsas na internet. Nas filmagens, produzidas e divulgadas por eles, funcionários do Pró-Cidadania, que desenvolvem ações de prevenção à violência, eram constantemente ameaçados de morte.
Nos aparelhos telefônicos recolhidos, os policiais confirmaram o teor dos vídeos. "Eram vídeos com intimidações aos agentes. Eles afirmavam que sabiam onde os agentes e seus familiares moravam. Para eles, as abordagens policiais estavam atrapalhando o tráfico de drogas", informou o policial.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe