Publicidade

Inadimplência das micro e pequenas empresas bate recorde, revela Serasa Experian

Estudo da Serasa Experian revela que, em outubro de 2017, o número de Micro e Pequenas Empresas em situação de inadimplência chegou a 4,9 milhões, o maior número registrado desde março de 2016, quando o levantamento passou a ser feito. Em relação a outubro de 2016, o aumento foi de 12,5%.
Ainda de acordo com a pesquisa da Serasa Experian, do total de 4,9 milhões de MPEs no vermelho, em outubro/2017, 45,6% eram prestadoras de serviços, 45,2% empresas comerciais e 8,8% indústrias. A região Sudeste concentrou a maior porcentagem de micro e pequenas empresas inadimplentes, com 53,7% do total. Em seguida aparece o Nordeste, com 16,4%; o Sul, com 15,8%; Centro-Oeste, com 8,8% e Norte, com 5,3%.
Entre os estados, São Paulo tem o maior número de empresas negativadas, com 32,5% do total. Em seguida está Minas Gerais, com 11,1%, e Rio de Janeiro em terceiro, com 8,1%.
De acordo com os economistas da Serasa, a recuperação da economia em 2017 vem se dando de forma não uniforme para todos os setores e, neste sentido, o setor de serviços é um dos que está mais atrasado neste processo. Daí, portanto as micro e pequenas empresas deste setor estarem em maiores dificuldades e, assim, liderando as estatísticas de inadimplência.
As MPEs respondem por 27% do PIB. Por isso, o recorde de inadimplência traz preocupação para o setor. O caminho para os empresários que estão nessa situação passa pela renegociação das contas atrasadas e conseqüente reinserção no mercado de crédito.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe