Publicidade

Jorge Picciani se entrega à Polícia no Rio após tribunal determinar prisão

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB), se entregou às 16h43 na sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio. O parlamentar teve a prisão decretada nesta quinta-feira (16), pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF 2), por unanimidade dos cinco desembargadores, assim como os deputados estaduais Paulo Melo e Edson Albertassi, também peemedebistas. Picciani chegou com o advogado Nélio Seidl Machado e não quis falar com a imprensa.
Os parlamentares foram indiciados na Operação Cadeia Velha, deflagrada na terça-feira (14) pelo Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF). A operação investiga o uso dos cargos públicos para corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em combinação com as empresas de ônibus.

Estadão Conteúdo
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe