Mulheres criam app para combater assédio sexual em transportes públicos

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) vai lançar, no próximo dia 9, o aplicativo N!NA http://superninas.org/, com o intuito de ajudar vítimas de assédios dentro dos transportes públicos. A plataforma digital funciona em rede e, ao ser acionada, emite um alerta informando a localização, o horário, a linha do ônibus e qual o tipo de violência que a usuária está sofrendo (verbal, física, sexual).
As idealizadoras, Simony César e Lhaís Rodrigues, selecionadas pelo programa de inovação social mais recente da Red Bull Amaphiko https://amaphiko.redbull.com/pt-BR, farão a apresentação do N!NA. O dispositivo cria um mapa informativo que permite acompanhar os casos de abuso contra a mulher na mobilidade urbana. Para se cadastrar, basta utilizar uma conta do Facebook.
O objetivo de N!NA é atuar emergencialmente ativando pessoas próximas à vítima, e preventivamente ao fornecer dados estatísticos. O nome do aplicativo é uma homenagem à cantora e compositora americana Nina Simone (1933-2003), ícone de luta e resistência feminina.
A versão teste do aplicativo será lançada em versão beta para cem alunas dos diversos centros acadêmicos da UFPE do Campus Recife. O objetivo é lançar a versão oficial no primeiro semestre de 2018.

Notícias ao Minuto
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe