Publicidade

Permissionários do Mercado Público participam de audiência na Câmara Municipal

Foi realizada nesta quarta (22), na Câmara Municipal de Santa Quitéria, uma audiência pública com os permissionários do Mercado Público João Rodrigues de Assis Parente, para definir o que acontecerá com os mesmos durante a reforma do mercado.
Estiveram presentes, a maioria dos comerciantes e seus representantes, sendo eles: Odair, Itó e Klerton; os vereadores Lino Paiva, Augaci Protásio, Haroldo Martins e o presidente da Casa, Joel Barroso, diretor da FCDL, Marcelo Magalhães, advogado Dr. Renato Catunda e alguns simpatizantes da causa.
O convite se estendeu a Prefeitura Municipal, a todos os vereadores, secretário de obras e representantes da empresa E & L Serviços e Locações EIRELI - ME, responsável pela obra. Porém, os mesmos não compareceram a audiência.

Na fala dos representantes dos permissionários, demonstraram a preocupação de onde os mesmos ficariam durante a reforma, o prazo de duração, se voltariam aos seus postos após a reforma, não tiveram acesso ao projeto, dentre outros questionamentos. A comissão formada levou três pontos para a reunião:

  1. Para que a obra fosse adiada até janeiro, haja vista que dezembro é o mês de maior movimento para os comerciantes.
  2. Trabalharem paralelos a restauração.
  3. Designarem um local para trabalhar durante a reforma.
Odair Rocha, um dos representantes, afirmou não serem contra a reforma, apenas querem ser subsidiados pela prefeitura, pois todos dependem daquele local para o sustento de suas famílias.

Os permissionários receberam uma ordem de despejo, para que desocupassem os boxes sexta-feira (24). Na visão de muitos ali presentes, faltou planejamento por parte da secretária de obras. Desde setembro que havia este requerimento, porém, o executivo só os informou este mês.

Ao final da audiência, foi formada uma nova comissão, composta por representantes do comércio, representante do CDL local e vereadores. A comissão será oficializada ao Executivo, para que juntos possam buscar um acordo entre ambas as partes.
A reportagem do AVSQ tentou contato com a líder do prefeito na Câmara, vereadora Sônia Paiva (PSDB) para comentar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria, não havia retornado o contato.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe