Questões locais ficam em segundo plano na AL

O clima tenso que reflete a crise política nacional tem dado o tom de muitos pronunciamentos dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Ceará. No entanto, outros temas relevantes para a população cearense têm ficado em segundo plano na Casa e pouca discussão vem sendo feita pelos parlamentares no que diz respeito à Segurança, Saúde e Seca, assuntos considerados centrais do Governo Camilo Santana (PT) por alguns deputados, principalmente por conta da crise que a gestão estadual enfrenta nas três áreas.
Apesar de serem abordados em algumas ocasiões, especialmente por deputados de oposição, o debate sobre tais temáticas acaba se perdendo no Legislativo, pois não há uma continuidade das discussões ou ações mais concretas da gestão no intuito de amenizar a situação.
Em setembro, o secretário de Segurança Pública, André Costa, esteve na sede do Poder Legislativo estadual para apontar feitos da Pasta na área e ouvir reclamações e sugestões por parte dos deputados. Depois daquele encontro, pouco se avançou nas discussões sobre o tema e a participação da Casa se limitou apenas ao debate proposto durante a visita do gestor, realizada no dia 20 daquele mês.
No que diz respeito à Saúde, ainda que a situação na área não seja das melhores, principalmente no que diz respeito ao financiamento, o assunto tem sido cada vez menos abordado pelos deputados da Assembleia. O governista Moisés Braz (PT) afirma que esses temas têm ficado em segundo plano nas discussões do Plenário 13 de Maio devido ao ano eleitoral que se avizinha, bem como à crise da política nacional, com ministros, deputados e senadores sendo acusados em escândalos de corrupção.
"Mas não podemos perder de vista os temas que são centrais, que são a Educação, a Segurança, a Saúde e a Seca. Estamos com 5% de todo volume de água e a maior parte dos municípios sendo abastecida por carros-pipa. A Casa tem que retomar esse debate, fazer uma reflexão sobre isso e definir uma política para convivência com o semiárido", reclamou o petista.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe