Bolsa Família pode ter 'ganho extra' em 2018

Apesar do revés do governo nas medidas do pacote fiscal que ficaram sem aprovação do Congresso, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acenou ontem, 19, com o reajuste dos benefícios do Bolsa Família e a correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Físicas (IRPF) em 2018, ano eleitoral. Essas são medidas com grande apelo popular, que não foram adotadas em 2017 por causa do rombo nas contas públicas.
O aceno foi feito em momentos diferentes do dia pelo ministro, que busca apoio dos partidos de centro para viabilizar até o fim de março sua candidatura à Presidência. Meirelles quer um "reforço" nos programas sociais, principalmente do Bolsa Família - uma tentativa de fugir do rótulo de candidato do arrocho.
Ajuste pela inflação
Em café da manhã com jornalistas, ele primeiro sinalizou com o aumento do valor do Bolsa Família em 2018. E adiantou que os benefícios terão reajuste pela inflação, para refletir a evolução do custo de vida, mas poderão ter também um "ganho extra". "Parece razoável", disse. Segundo o ministro, não há decisão, mas "certamente será uma prioridade". À tarde, Meirelles, afirmou que o governo está estudando com rigor o reajuste da tabela do IRPF. Para ele, a correção é uma questão de "justiça": "Só será necessário o tempo certo para tomar essa decisão".
Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget