Conta de luz deve subir mais 9% em 2018

Para 2018, além do aumento de 5,7% na tarifa de água do cearense, a conta de luz ficará mais cara. 
A previsão é de elevação de até 9,4% nas contas de luz no País, variando de acordo com a distribuidora de energia. Considerando a inflação oficial de 4% para o próximo ano, o aumento real chega a 5,4%.
O estudo para determinar essa média de aumento é da TR Soluções, especializada em tarifas de energia elétrica, e foi divulgado ontem pela Folha de S. Paulo. O presidente da Câmara Setorial de Energias Renováveis e consultor de energia da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Jurandir Picanço, destaca que essa é uma estimativa de reajuste médio, porque os individuais são por concessionária e em meses diferentes ao longo do ano.
“Eles (TR Soluções) devem ter simulações levando em conta muitos fatores, como o hidrológico, e o aumento de R$ 16,4 bilhões na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE)”, comenta.
Picanço explica que só o reajuste da CDE terá um impacto de 0,77%, no Norte e Nordeste, e de 2,72% no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A conta é usada para cobrir subsídios na tarifa social, conta de combustível da Região Norte que produz energia à diesel, pagos por todos os consumidores brasileiros. Para ele, o aumento da tarifa de energia elétrica é uma notícia ruim, porque o que se espera sempre é a redução ou que ela acompanhe a inflação.
Ele avalia que esses aumentos estimulam, justificam e viabilizam, cada vez mais, a decisão do consumidor de produzir a própria energia. É o chamado mercado da energia distribuída, produzida a partir da instalação de painéis solares, turbinas eólicas etc, que deve crescer.

O POVO Online
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget