Eunício, Moses e Dom Vasconcelos buscam recursos para Santa Casa de Misericórdia de Sobral

O presidente do Senado, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), somou-se nesta terça-feira (12), a mobilização para que o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Sobral conte com mais reforço financeiro do ministério da Saúde.
Eunício esteve reunido, na presidência do Senado, com o deputado federal, Moses Rodrigues (PMDB-CE); o bispo de Sobral, Dom Vasconcelos e diretores do Hospital para buscar uma solução para o déficit financeiro que a unidade enfrenta.
De acordo com o deputado Moses, o hospital fatura hoje em torno de R$ 59 milhões, mas o Sistema Único de Saúde (SUS) só paga R$ 47 milhões, resultando num rombo, por ano, de algo em torno de R$ 12 milhões. “O hospital é mantido pela diocese de Sobral, e apesar de operar negativamente, eles não fecham as portas. Daí eles ficam na situação de pegar um empréstimo, paga as contas e fica o rombo do mês seguinte”, argumentou.
A unidade atende toda região norte do Ceará, ao todo, 55 municípios, com cerca de 1,5 milhão de habitantes, além de pacientes que chegam de cidades do Piauí e Maranhão.
Dom Vasconcelos relatou que atualmente o recurso repassado a Santa Casa não supre todos os atendimentos e que pela iniciativa beneficente e sem fins lucrativos da unidade, os serviços não são negados. Entretanto ele observou que a situação exige atenção.  “Nós não temos condições de manter esse custo elevado, mas também sabemos que se hoje a Santa Casa de Misericórdia de Sobral fecha, o Estado ou o município não tem pernas para suprir essa demanda e aí é a população quem sofre”, lamentou.
Ao reconhecer a causa como nobre, o presidente do Senado reafirmou seu apoio à reivindicação e informou que amanhã tratará dessa pauta com o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget