Quadrilha pode ter levado mais de meio milhão de reais no ataque a carro-forte

Informações extra-oficiais dão conta de que a quadrilha que, na manhã desta quarta-feira (27) assaltou um carro-forte no Interior cearense, pode ter roubado cerca de meio milhão de reais em espécie. O dinheiro iria abastecer bancos de cidades das regiões Centro-Sul e dos Inhamuns. O grupo armado segue foragido e caçado pela Polícia.
O ataque dos criminosos ocorreu por volta de 11h20 desta quarta-feira (27) na rodovia estadual (CE) que liga os Municípios de Saboeiro e Jucás (a cerca de 560Km de Fortaleza).  Informações colhidas pela  Polícia Militar no local do assalto indica que o roubo foi praticado por cinco homens que usavam armas de grosso calibre. Eles dispararam vários tiros contra o blindado da empresa de segurança privada Prosegur e renderam os vigilantes.
Em seguida, o grupo explodiu o cofre do carro-forte e retirou os malotes onde estavam milhares de cédulas, algo em torno de R$ 600 mil. Notas de R$ 100.00 e R$ 50,00, queimadas, foram encontradas no local, assim como cápsulas de balas de pistolas e balotes de espingarda de calibre 12 (escopeta). Porém, ninguém ficou ferido.
Os assaltantes fugiram em direção ao Município de Saboeiro e não foram mais encontrados. Equipes de Destacamentos da PM das cidades próximas, como Saboeiro, Jucás, Antonina do Norte, Aiuaba e Tarrafas fizeram um cerco apoiados por patrulhas do Comando Tático Rural (Cotar), do Batalhão de Polícia der Choque (BPChoque), do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRE) e da Força Tática (FT) do 10ºBPM (Iguatu), mas os criminosos não foram ainda localizados.

Mesma quadrilha?
A Polícia Militar e os setores de Inteligência da Segurança Pública trabalham com a hipótese de que o bando que agiu ontem pode ser o mesmo que no dia 10 de novembro último tentou atacar dois carros-fortes na rodovia estadual CE-292, no Distrito de José de Alencar, no trecho entre os Municípios de Icó e Iguatu (a 370Km de Fortaleza), ocasião em que o bando incendiou três veículos, mas não teve êxito na empreitada criminosa. Entre os veículos incendiados, um caminha-baú, que foi roubado e atravessado na pista para impedir a passagem dos blindados.
Dias depois, a Polícia localizou na zona rural de Morada Novas (a 163Km de Fortaleza), o esconderijo do bando e encontrou mais carros-roubados que seriam usados em novos ataques na região.  Segundo as investigações iniciais da Inteligência, o grupo seria chefiado pelo assaltante e foragido da Justiça, Sílvio Leno Chaves Barbosa, o “Leno Barbosa”.  Ele continua sendo caçado.

Fernando Ribeiro
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget