Relatório de Fachin torna Guimarães réu no Supremo

Relatório do ministro Edson Fachin, do Supremo, torna o deputado José Guimarães (PT) réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No entanto, a 2ª Turma do STF adiou a decisão após pedido de vista de Dias Toffoli. Segundo a denúncia, apresentada em dezembro de 2016 pelo Ministério Público Federal, Guimarães teria recebido R$ 97 mil para facilitar junto ao BNB um empréstimo de R$ 267,9 milhões para a construção de três usinas eólicas na Bahia pela empresa Engevix, em 2011. Fachin, votou pelo recebimento integral da denúncia.
“É razoável se afirmar a existência de substratos subsidiários mínimos à prática de corrupção passiva”, argumentou Fachin. Em sua defesa, Guimarães havia declarado que “jamais” intermediou recursos para a Engevix e negou ter praticado “ato de natureza imprópria” junto a qualquer instituição.
O inquérito surgiu como consequência da delação premiada do ex-vereador do PT Alexandre Romano, conhecido como Chambinho.

Focus.jor
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget