Cerca de 14 mil munições de fuzil são roubadas do Exército e vendidas à facção GDE

Cerca de 14 mil munições para fuzil teriam sido roubadas do 23º Batalhão do Exército, localizado em Fortaleza, e vendidas à facção criminosa GDE. O crime só foi percebido recentemente, quando foi ordenado a transferência das balas para Natal (RN), quando o exército foi acionado devido à greve dos policiais militares locais.
As munições roubadas, segundo informações, teriam sido levadas para a comunidade Babilônia, também em Fortaleza, onde moradores estão sendo expulsos de suas casas sob ameaça de morte da facção GDE.
Um soldado do exército seria suspeito de ter participado do furto das munições do quartel. Nem o exército nem o secretário de Segurança, André Costa, se pronunciaram sobre o assunto.

Ceará News 7
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget