Facção ameaça desembargador, promotor e delegado e consegue transferência de preso

Integrantes de facção criminosa ameaçaram desembargador, promotor de Justiça e delegado do município de Senador Pompeu, a 275 km de Fortaleza. Após atentados ao Fórum da cidade, nesta segunda-feira, 15, as autoridades atenderam a exigência do grupo: transferir um detendo da organização para outro presídio.
Conforme o tenente coronel Ednardo Calixto, comandante Área Integrada de Segurança (AIS) 20, responsável pelo Município, uma dupla em motocicleta passou durante a manhã em frente à sede do Judiciário do município e fez disparos para o alto. Eles estavam em uma moto Honda Fan, de cor preta, a placa não foi anotada.
Os criminosos arremessaram bilhete preso a uma pedra contra o local. De autoria de uma facção criminosa, a carta exige a transferência do detento identificado como Gel, preso por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Segundo o tenente coronel, a reivindicação ocorreu porque o homem é de facção rival da qual pertencem outros detentos presos na Cadeia Pública da Cidade. “Exigem isso porque ele poderia ser morto”, justificou o comandante. “Se as nossas exigências não forem obedecidas, Senador Pompeu vai pegar fogo, órgão público vai ser o nosso alvo”, informava a carta.

Segundo atentado
Segundo Calixto, à tarde, a dupla promoveu novo atentado ao Fórum. Eles, temendo que o pedido não fosse atendido, passaram novamente no local fazendo disparo. Alguns tiros atingiram a fachada de uma residência da região. Não houve feridos. Ainda conforme o tenente coronel, o pedido encaminhado na carta foi analisado e o detento foi transferido do local por motivos de segurança. Ele não soube informar para onde o detento foi levado.
Em nota, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) informou que solicitou as devidas providências junto à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) para que a pasta tome as medidas necessárias. O Tribunal informou ainda que está dando todo o apoio ao magistrado. E enviou um tenente e equipe para reforçar a segurança do juiz.
O POVO Online entrou em contato com o Ministério Público do Ceará e aguarda resposta. As chamadas para o delegado da região não foram atendidas.

O POVO Online
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget