Veja quais os pedidos que o governador Camilo Santana fez ao presidente Michel Temer

O governador Camilo Santana esteve em Brasília, nessa terça-feira (30), em busca de ajuda federal para coibir o avanço das facções no estado, fato que ele negou durante os dois primeiros anos de sua gestão à frente do Palácio da Abolição.
Rendido pelas altas taxas de assassinatos e roubos, ataques e atentados contra o sistema de transporte urbano, unidades policiais e do próprio governo, ele mudou de opinião e admitiu que o Estado está com a sua Segurança Pública comprometida, mas “sob controle”.
A chacina que deixou 14 pessoas mortas na madrugada do último sábado (27), numa casa de shows no bairro Cajazeiras, em Fortaleza; e o massacre de 10 presos na Cadeia Pública da cidade de Itapajé (a 125Km da Capital), na manhã de segunda-feira (29), levou o governador a ir a Brasília pedir socorro ao presidente Temer. No entanto, o pedido foi respondido com a promessa do envio da força-tarefa da Polícia Federal, que aqui irá auxiliar as forças locais a investigar as facções.

Veja quais os pedidos que o governador Camilo Santana fez ao presidente Michel Temer
  • Antecipação do envio do grupo especializado de combate ao crime organizado
  • Envio de cinco equipes da Polícia Judiciária da Força Nacional de Segurança (FNS)
  • Montagem de uma estrutura de combate permanente à lavagem de dinheiro e ao tráfico de drogas e armas
  • Instalação de um Centro Regional de Inteligência
  • Apoio para construir e equipar o Centro de Inteligência do Ceará, no valor de R$ 15 milhões
  • Construção de 14 unidades penitenciárias regionais que possibilitem o fechamento de 132 cadeias públicas, no valor de R$ 350 milhões
  • Reaparelhamento da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce)
  • Envio de 2.800 armas e coletes à prova de balas e 300 viaturas policiais
Ceará News 7
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget