Bandidos matam dona de restaurante porque ela fornecia comida para policiais

Dois adolescentes – de 16 e 17 anos – e um jovem de 19 anos são os primeiros suspeitos identificados pela Polícia como envolvidos na trama que resultou no assassinato de uma mulher na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  A dona de um restaurante foi morta a tiros dentro do estabelecimento comercial somente por fornecer alimentação para policiais militares que atuam na área e se tornar amiga deles.
O crime ocorreu na noite desta segunda-feira  (26) no Município de São Gonçalo do Amarante (a 55 km da Capital). A presença constante de policiais no restaurante – o único na localidade de Cágado – estava “incomodando” um grupo de delinquentes formado por adolescentes e jovens. Eles, então, decidiram montar um plano para matar a mulher e acabaram concretizando a trama na noite dessa segunda-feira quando não havia nenhum PM por perto.
Os assassinos invadiram a casa onde também funciona o restaurante e mataram a vítima com vários tiros. A mulher foi identificada como Maria Alice.
Conforme a Polícia, um vizinho de Maria Alice foi o mandante do crime. Ele tem apenas 17 anos de idade. Outro menor deu apoio no momento do crime. Um jovem  de 19 anos, identificado como Carlos Daniel de Sousa Silva, participou também da execução. Os três foram detidos numa operação policial que mobilizou várias patrulhas da 3ª e 4ª Companhias do 12º BPM (Caucaia e São Gonçalo do Amarante), além do apoio do Serviço de Inteligência e de equipes da 3ª Companhia do BPRaio.
Segundo a Polícia, outros quatro suspeitos já foram identificados e estão sendo procurados.

Outra mulher
Uma mulher de 34 anos foi baleada por bandidos, na manhã desta terça-feira, em Fortaleza. O crime ocorreu na esquina da Avenida Padre Anchieta com a Rua Comendador Luís Ribeiro, no bairro Monte Castelo.  A vítima, identificada como Gleidivânia de Almeida Girão Mendes, foi baleada na cabeça e e está hospitalizada.
Segundo nota da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima foi ferida durante uma tentativa de assalto. Os criminosos fugiram do local em uma motocicleta. Gleidivânia é irmã de um policial civil e voltava para casa após deixar os dois filhos na escola.

Fernando Ribeiro
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget