Comissão da OEA condena chacina em Itapajé

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou os atos de violência ocorridos na Cadeia Pública de Itapajé, que resultaram na morte de dez pessoas e deixaram pelo menos 8 pessoas feridas. A Comissão Interamericana pediu que as autoridades cearenses e brasileiras investigassem e esclarecessem as circunstâncias em que os fatos aconteceram, para identificar e punir os responsáveis.
Com sede em Washington, nos Estados Unidos, a comissão é um órgão autônomo criado pela Organização dos Estados Americanos (OEA) para promover e proteger os direitos humanos no continente, e conta com sete membros independentes.
A CIDH afirma que deve-se punir os autores diretos pelas mortes e as autoridades que, por ação ou omissão, possam ser responsáveis pelo ocorrido.
“Para tal fim, é indispensável que o Estado brasileiro realize ações para desarmar os reclusos; que imponha controles efetivos para impedir a entrada de armas e outros objetos ilícitos; que investigue e sancione atos de violência e corrupção, e adote medidas para prevenir a atuação de organizações criminosas nas prisões”, acrescentou o comunicado. 

CNEWS
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget