Fraudes no Seguro DPVAT custaram mais de R$ 2 milhões aos cofres em 10 anos

Uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) nas contas do Seguro DVPAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) revela que as fraudes e irregularidades custaram pelo menos R$ 2,1 milhões aos cofres do fundo em dez anos, de 2005 a 2015.
Ao todo foram pagos ao menos R$ 1,7 bilhão em indenizações indevidas ou acima do valor permitido, além de outros R$ 440 milhões em gastos administrativos irregulares da Seguradora Lider – consórcio formado por seguradoras e que é responsável pelo DVPAT.
Em 2015 a Polícia Federal deflagrou uma operação e prendeu 39 suspeitos acusados de desvio e transformou em réus 41 pessoas (entre investigadores e delegados, policiais militares, advogados, médicos, fisioterapeutas e empresários) em processo criminais. As investigações da Polícia Federal continuam e ainda não há ninguém condenado no esquema.

UOL
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget