Ceará registra 388 assassinatos em fevereiro e já acumula 916 homicídios em 2018

O mês de fevereiro terminou com mais números negativos para a Segurança Pública do Estado. Em 28 dias, nada menos, que 388 pessoas foram assassinadas no Ceará, numa média de 14 pessoas mortas por dia. No acumulado de dois meses, o Ceará  já registra 916 Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), contra 618 no primeiro bimestre de 2017, um aumento de 48,2 por cento.
Em comparação ao mês de fevereiro de 2017, quando ocorreram 269 homicídios no Ceará, o aumento foi da ordem de 44,2 por cento. Somente em Fortaleza, 128 pessoas foram assassinadas em fevereiro. Na Região Metropolitana, foram 109 homicídios. No Interior, mais 151 casos, sendo 78 na Região Sul e mais 73 na Região Norte.
Outro destaque da estatística criminal de fevereiro foi a morte acentuada de mulheres. Ao menos, 42 mulheres foram assassinadas no mês passado no estado. Em janeiro, já haviam sido registrados outros 56 caso, totalizando assim, 98 assassinatos do gênero em apenas dois meses.
Em fevereiro, também foi registrada uma alta no número de homicídios múltiplos, isto é, aqueles com mais de uma vítima. Foram computados pela Polícia 20 duplos homicídios em todo o Estado, sendo nove na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), quatro na Capital, quatro no Interior Norte e mais três no Interior Sul.
Também em fevereiro ocorreu um triplo homicídio em Maracanaú.

Mortos pela Polícia
Em fevereiro de 2018, 19 pessoas morreram em confrontos com a Polícia, casos denominados de Morte por Intervenção Policial. A maioria dos óbitos ocorreu na Grande Fortaleza. Foram 11 casos, sendo seis na Região Metropolitana e mais cinco na Capital. No Interior, foram mais oito óbitos, seis na Região Sul e dois casos no Interior Norte.
Também no mês passado, ao menos, uma morte violenta foi registrada no Sistema Penitenciário do Estado, um detento identificado como Francisco Cavalcante dos Santos Júnior foi assassinado por meio de espancamento e golpes de “cossoco” na Cadeia Pública da cidade de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Fernando Ribeiro
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget