Conselho Regional de Contabilidade pede retirada do placar do Impostômetro

O Conselho Regional de Contabilidade (CRC) pediu a remoção do painel eletrônico conhecido como impostômetro. A retirada da placa foi pedida dois meses depois de instalada, na sede do Conselho, na avenida da Universidade, em Fortaleza, em dezembro do ano passado, numa parceria com a Faculdade Maurício de Nassau – Uninassau e a Associação de Jovens Empresários de Fortaleza (AJE). O convênio entre as partes previa a manutenção do impostômetro por, pelo menos, 24 meses. A informação é do site do CRC do Estado.
O outdoor eletrônico de denúncia da carga tributária brasileira paga por contribuintes pessoa física ou jurídica informa, on-line, o valor arrecadado. O equipamento foi colocado em posição de fácil visualização por motoristas e pedestres que passam pela avenida, no cruzamento com a rua Padre Francisco Pinto. Em ofício enviado à Uninassau, o CRC alega que a placa encobre a fachada do prédio, em fase final de reforma.
“Verificou-se que o painel eletrônico encontra-se posicionado na fachada da sede, não evidenciando deste modo a suntuosidade da renovação da mesma”, afirma o ofício, assinado pelo presidente do CRC, Robinson de Castro, no cargo desde o dia 2 de janeiro. Castro substituiu Clara Germana Rocha, que esteve na Presidência por dois mandatos e, hoje, integra o Conselho Federal de Contabilidade – CFC.

Retirada
A decisão de retirar o impostômetro foi recebida com surpresa pelo diretor-geral da Uninassau, Marcus Ponte. “Ficamos extremamente surpresos tanto pela data, menos de três meses depois, quanto pela decisão de desfazer um ato da presidente anterior”, afirmou o diretor-geral.
Clara Germana também repudiou a decisão. “Nosso prédio não para ser exibido, é para ser usado, e uma das melhores maneiras é colocá-lo a serviço da sociedade”, afirmou. “Espero que a atual gestão repense e aja mais em sintonia com a classe e a sociedade”, completou.
O impostômetro é a principal peça de uma campanha nacional que reúne diferentes entidades da sociedade civil. Em vários estados, o direito de explorar a marca é disputada. No Ceará, a placa já esteve junto à fachada do recém-construído prédio da OAB, na avenida Washington Soares. De acordo com a Uninassau, detentora dos direitos da marca impostômetro, esta é a primeira vez que uma entidade rejeita a placa.

Blog do Eliomar
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget