Duas mulheres e um homem são torturados e mortos em mangue; polícia ainda busca corpos

Três homens e um menor de idade foram capturados por agentes do 7º Distrito Policial na tarde desta terça-feira (6), no bairro Parque Leblon, em Caucaia, por envolvimento em um triplo homicídio ocorrido no último sábado (3), na mesma região, onde duas mulheres e um homem foram torturados, mutilados e mortos por criminosos ligados a uma facção, que filmaram os assassinatos e compartilharam nas redes sociais. Conforme a Polícia Civil, os corpos das vítimas foram abandonados em uma região de mangue próxima ao Rio Ceará e ainda não foram encontrados.
De acordo com o delegado titular do 7º DP, Marciliano Ribeiro, uma força-tarefa da Polícia Civil, Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros iniciou as buscas pelos corpos ainda nesta terça-feira, após a captura dos suspeitos de participação no crime, mas, como anoiteceu, a operação teve que ser suspensa. "Vamos continuar procurando na manhã desta quarta-feira (7)", informou.
Ainda conforme o delegado, o vídeo feito pelos criminosos foi fundamental para a captura dos quatro suspeitos. "A partir das imagens, nosso setor de análise deduziu o possível local do crime e equipes foram deslocadas para lá. Após diligências e algumas denúncias anônimas, chegamos ao nome de um dos presos, Diego Alves Fernandes, que aparece no vídeo em questão", ressalta Marciliano Ribeiro. Além de Diego, os agentes também prenderam Luis Alexandre Alves, Antônio Honorato dos Santos e o menor de idade, ambos com participação no crime.
A Polícia Civil também informou que ainda há um suspeito foragido. Trata-se de Alison de Oliveira Borges, de 19 anos, que se evadiu do bairro Parque Leblon após ver a movimentação dos agentes de segurança. "É só uma questão de tempo até o capturarmos para responder pelo crime que cometeu", ressalta o delegado do 7º DP. Ele destaca que a população pode denunciar pelo telefone 3101-2231 ou 3101-2232.

Guerra de facções
Conforme Marciliano Ribeiro, que ouviu todos os suspeitos capturados ainda nesta terça-feira, as motivações do crime têm relação com a guerra de facções criminosas. "As moças seriam de uma facção rival a deles. Elas foram arrebatadas na Barra do Ceará e levadas ao Parque do Leblon, que é uma comunidade muito carente às margens do Rio Ceará", pontuou.
Familiares de uma das vítimas, identificada como Ingrid Teixeira, já haviam registrado o Boletim de Ocorrência (B.O.) pelo desaparecimento da jovem. Conforme o delegado, o pai de Ingrid já reconheceu a filha no vídeo gravado pelos criminosos. "Vamos encontrar esses corpos e capturar o outro suspeito para dar uma resposta à sociedade e aplacar um pouco a dor dessas famílias", garante o delegado Marciliano Ribeiro.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget