Projeto de urbanização do açude do 15 deve começar a sair do papel

O tão sonhado projeto de urbanização e revitalização da área de entorno do açude Zé Lôbo, o “Açude do 15”, no coração da cidade de Santa Quitéria, dá sinais de que começará a sair do papel.
No último dia 9 de março, o prefeito municipal Tomás Figueiredo assinou três decretos, desapropriando terrenos nas ruas João Rodrigues Pinto e José Maria Catunda, pertencentes ao médico Gualberto Milfont, ao empresário Ornelito Magalhães e aos irmãos Wagner, Núbia e Elita Andrade (ambos in memorian), para a construção de uma praça pública, que segundo os decretos, é "parte integrante do projeto de revitalização do entorno do açude Zé Lôbo".
Ainda segundo os decretos, a desapropriação dos terrenos deverá ser feita pela Secretaria de Administração ou pela Procuradoria do Município, em caráter de urgência, conforme previsto no artigo 4º de ambos os documentos.

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget