Três açudes sangram no Ceará no fim de semana

Três açudes sangraram no Ceará neste fim de semana, chegando a um total de cinco reservatórios com capacidade máxima. Com as chuvas ocorridas entre sexta e sábado (2 e 3), os açudes Itaúna, Tijuquinha e Colina chegaram ao 100% do volume. O Caldeirões e Germinal também haviam sangrado desde o fim de semana passado. 
Os dados fazem parte do relatório da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos, que monitora 149 reservatórios do estado. 
Outros dois açudes, Maranguapinho e Tucunduba, têm mais de 90% da capacidade.
A barragem do Rio Cocó, em Fortaleza, também havia sangrado, em 23 de fevereiro, mas perdeu volume de água e tem atualmente 90% da sua capacidade.
Os grandes açudes do Ceará, no entanto, seguem em situação crítica, uma consequência de seis anos com poucas chuvas. O Castanhão, maior açude do estado, registra aumento do volume dia após dia desde 25 de fevereiro e tem atualmente apenas 2,77% da sua capacidade. 
O Orós, segundo maior reservatório do Ceará, tem apenas 5,82% da sua capacidade.
Março, tradicionalmente o mês mais chuvoso no Ceará, deve ser de chuvas acima da média histórica neste ano, conforme previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). 
Para o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz, a expectativa para março é de mais chuvas, já que o mês tende a ser o mais chuvoso do ano, além das condições oceânicas e atmosféricas estarem favorável. 
"A média de março é a mais alta da quadra chuvosa que vai até maio do ano. Normalmente março tende a ser um mês chuvoso. As condições oceânicas e atmosféricas do momento indicam que possivelmente deveríamos ter um março normal e acima da média. Pelo menos na próxima semana o início de março temos tendência de boas chuvas em todo o estado do Ceará." 

G1 CE
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget