População enfrenta filas, de madrugada, para usar serviços bancários

Há quase 1 mês, a população de Santa Quitéria foi surpreendida com a tentativa de assalto à agência do Bradesco.
Apesar de que o ataque não teve êxito, mas foi o suficiente para causar transtornos entre os clientes, uma vez que os caixas eletrônicos não estão operando e por conseguinte, não estão realizando as transações bancárias na sua totalidade.

Leia também
> Após ataque ao Bradesco, correspondentes bancários são os novos alvos dos criminosos

Os quiterienses, então, tiveram que apelar para os correspondentes Bradesco Expresso, instalados em cerca de seis farmácias no centro da cidade. O que antes era tão simples para realizar saques e pagamentos, hoje se tornou um verdadeiro dilema.
Os clientes, sejam da sede ou da zona rural, estão chegando nas farmácias, entre 2 e 6 da manhã, enfrentando o frio solitário da madrugada e o sol escaldante da manhã, fora o risco de serem assaltados. Mesmo medo que também enfrentam os proprietários destes estabelecimentos, conforme narrado anteriormente pelo AVSQ.
Em alguns casos, pessoas estão alugando vans e táxis para fazerem as suas transações bancárias nas agências de Catunda e Hidrolândia.


Na manhã desta quarta (04), Thiago Rodrigues esteve no calçadão e conversou ao vivo com populares, que relataram suas insatisfações e cobraram agilidade da gerência local do banco.
Segundo informações apuradas pelo AVSQ, o retorno dos serviços na agência está dependendo da realização de uma perícia por uma equipe da Polícia Federal, sem previsão de quando será realizada.

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget