Câmara derruba parecer do TCM e aprova contas de Haroldo Martins Filho

A Câmara Municipal de Santa Quitéria julgou nesta sexta (11) e rejeitou o parecer do extinto Tribunal de Contas dos Municípios, pela reprovação das contas do ex-prefeito interino e atual vereador Haroldo Martins Filho, referentes ao exercício de 2011.
O relatório, assinado pelo ex-conselheiro Francisco de Paula Rocha Aguiar, vinha tramitando na Casa desde março e seguia parecer do Ministério Público Especial, pela desaprovação, "considerando a omissão de repasses das consignações previdenciárias, fato tipificado como crime de apropriação indébita previdenciária, nos termos do Art. 168-A, Código Penal Brasileiro".
Haroldo acompanhou a sessão, ao lado do seu advogado, Samuel David, que na Tribuna da Casa, justificou que a desaprovação se dá pelo fato de Haroldo não ter cobrado multas do TCM aplicadas a ex-gestores. "Não houve roubo, malversação de verba pública, enriquecimento ilícito. Ele apenas deixou de cobrar multa de R$ 500, de R$ 1 mil, de nove ex-gestores", sustentou.


Alguns vereadores exigiram que a votação ocorresse de forma nominal, como de praxe em outros casos, no entanto, a maioria optou pela votação secreta. Por conta disso, Lino Paiva, Cesário Júnior e Augaci se abstiveram de votar. Nove votaram pela rejeição do parecer desfavorável e apenas um votou a favor.
Logo após a votação, Haroldo Martins Filho e Manjado Timbó, que já haviam trocado farpas momentos antes, partiram para a baixaria e se insultaram ainda dentro do plenário, com palavras de baixo calão. O bate-boca foi transmitido ao vivo pelo portal A Voz de Santa Quitéria.


Antes do fechamento desta matéria, Manjado procurou o AVSQ, pedindo desculpas à população quiteriense pelo episódio, admitindo ter se excedido e justificando ter sido provocado por Haroldo.
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget