Polícia investiga envolvimento do PCC com ocupações em SP

A Polícia irá investigar movimentos de moradia que cobram aluguel de ocupações em São Paulo como o que atuava no prédio que pegou fogo e desabou na última terça-feira (1º). Equipes de combate ao crime organizado acreditam haver indícios de que o Primeiro Comando da Capital (PCC) estaria usando esse e outros movimentos como fachada para esconder drogas, armas e traficantes. As informações são do jornal O Globo.
De acordo com moradores do prédio que desabou, o Movimento da Luta Social por Moradia (MLSM), responsável pela ocupação do edifício, cobrava até R$ 400 por mês de aluguel a cada morador. O esquema se assemelha ao funcionamento do antigo Movimento Sem Teto de São Paulo (MSTS), responsável pela ocupação do Cine Marrocos, localizado no centro da capital paulista. 
Em 2016, as investigações do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) apontaram que o MSTS servia de fachada para o PCC. Durante operação realizada na ocupação do cinema, a polícia encontrou fuzis, carabinas e drogas escondidos num poço de elevador do edifício.
A polícia paulista descobriu que a facção se aproveitava dos sem-teto para manter a polícia distante. A operação da Denarc demorou cinco meses para entrar no prédio, pois havia o receio de que um confronto chegasse a envolver moradores que não tinham relação com o grupo criminoso.
Após a operação, o MSTS foi desmontado e 28 pessoas foram condenadas pelo envolvimento no esquema, incluindo o líder do movimento, Wladimir Ribeiro Brito, apontado como chefe do PCC no centro de São Paulo.
Agora, a polícia suspeita que o esquema da facção continue por meio de outros movimentos, se aproveitando do alto déficit habitacional da cidade.
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget