Temer desiste da reeleição e anuncia apoio a Henrique Meirelles

O presidente Michel Temer anunciou nesta terça-feira, 22, em evento do MDB em Brasília que não disputará a reeleição e apoiará a candidatura de seu ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. 
"Digo, sem medo de errar, o Meirelles é o melhor dentre os melhores. Por isso, Meirelles tem todas as condições de estar não só a frente do partido, mas a frente da nossa campanha eleitoral", declarou Temer em discurso lido. "Ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado, pelo voto popular, presidente da República Federativa do Brasil", acrescentou. 
O presidente sugeriu aos que não concordarem com a candidatura do ex-ministro que peçam desfiliação da legenda. "Dizer 'Ah, eu não apoio o Meirelles, então saia do partido. O povo brasileiro está atento.", declarou, sem mencionar nomes como o do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), que é contra a candidatura de Meirelles e não compareceu ao evento de hoje.
Temer ressaltou o perfil de Meirelles e lembrou que o escolheu para comandar a economia brasileira pela "sensibilidade, liderança e talento" do ex-ministro. De acordo com o presidente, o programa "Encontro com o Futuro", lançado hoje pela Fundação Ulysses Guimarães, aponta as diretrizes para a continuidade do MDB no governo.
Em seu discurso, Temer fez uma defesa de seu governo. "Sou realista. Sei o que fiz e o que não fiz. Sei o que falei e o que falam por mim", declarou. "Estamos com a verdade, e ela nos fortalece. Essa verdade não é apenas uma palavra, é uma ação. São gestos concretos já descritos aqui pelo Meirelles, (Romero) Jucá e Moreira (Franco)", acrescentou.
Sem mencionar as denúncias das quais foi alvo, Temer afirmou que a "dor da acusação injusta não vai me paralisar" e que o governo não vai paralisar nesses meses que faltam para acabar. "Se produzirmos um terço do que produzimos nesses dois anos, Meirelles, você vai pegar o País com uma tranquilidade absoluta.", disse. "Temos que aprovar o que for possível e urgente".
Temer afirmou que, quando a população se tocar do quanto o País cresceu, "certa e seguramente" votarão no MDB. "Meirelles, queira Deus que você seja o único candidato de centro a continuar no Brasil o que começamos", declarou. Para ele, o MDB não tem o direito de ignorar o que seu governo fez; tem o "dever de levar adiante". "Foi, por isso, Meirelles, que chamamos você para ser presidente do Brasil".
Temer e Meirelles chegaram juntos à Fundação Ulysses Guimarães, onde o evento do MDB ocorreu. Logo na entrada do local, havia um grande banner com os dizeres: "Nossa União nos fortalece".
Temer decidiu apoiar publicamente Meirelles nos últimos dias e Temer disse a dirigentes do MDB que tornaria público o endosso na cerimônia de lançamento do documento “Encontro com o Futuro”, para deixar clara a desistência de concorrer a novo mandato e fazer um aceno público na direção de Meirelles.
As informações são do jornal O Estado de São Paulo.
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget