Com visita a Fortaleza programada, Bolsonaro terá palanque no Ceará

O pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL-SP) já está com palanque sendo formado no Ceará. Presidente estadual do PSL e coordenador local da campanha do deputado federal, Heitor Freire informou com exclusividade ao O POVO que o PSL vai lançar um candidato ao Governo do Estado, cujo nome deve ser anunciado ainda neste mês, quando Bolsonaro tem visita a Fortaleza programada.
A agenda do presidenciável na capital cearense ainda não está com a data fechada, mas será ainda no mês de junho. Juntamente com o nome ao Palácio da Abolição, o PSL também quer lançar dois candidatos ao Senado Federal, além dos concorrentes a deputado estadual e federal.
Segundo Freire, a decisão de lançar uma chapa completa não está atrelada à necessidade de construir um palanque para Bolsonaro no Estado. “Ele por si só já faz o palanque dele, ele não precisa de uma pessoa puxando ele. A nossa intenção ao lançar a chapa completa é atender ao pedido do eleitor dele, que quer votar Bolsonaro de ponta a ponta, não quer se aliar com nenhum candidato de esquerda, seja PT ou PSDB”, explica.
O presidente estadual não está preocupado com a “demora” em lançar o concorrente do governador Camilo Santana (PT). “O general Theophilo (PSDB) também foi lançado há pouco. Nós estávamos preocupados em escolher uma pessoa séria, que se encaixasse no padrão conservador que a gente quer, e eu tive que levar o nome até o (partido) nacional para definir tudo isso”, diz.
Além do palanque formado pelo próprio partido, Bolsonaro também terá apoio de alguns políticos de outras siglas. É o caso do deputado estadual Capitão Wagner (Pros) e do federal Cabo Sabino (Avante), que reafirmam voto no presidenciável.
Wagner está aguardando a definição da data para adaptar sua agenda e poder participar dos eventos dele no Ceará. “Eu já mandei mensagem para o Heitor me colocando à disposição”, conta. O deputado disse que não há qualquer impedimento da legenda nacional para apoiar Bolsonaro e que, embora esteja apoiando Theophilo ao Governo do Ceará, não se comprometeu em apoiar o candidato do PSDB à Presidência.
Já Sabino, recém-empossado como presidente estadual do Avante, não só reafirmou o apoio a Bolsonaro como espera uma possível aliança com o PSL. “Já houve conversas no sentido de a gente indicar o vice, mas ainda não está nada definido. O Avante é independente, se não fecharmos com o PSL, não vamos apoiar ninguém”, afirma. “Todos os candidatos a deputado do nosso partido apoiarão abertamente o Bolsonaro”, afirmou.
Por enquanto, a intenção do PSL é lançar uma chapa pura, mas Heitor não descarta completamente a possibilidade de aliança. “Nós queremos sustentar nossa ideologia de direita conservadora”, explica.

O POVO Online
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget