Seminário reúne prefeitos do Ceará em debates sobre governança e transparência

Cerca de 500 gestores municipais, entre prefeitos, secretários e assessores dos 184 municípios cearenses participaram, nesta segunda-feira (4), no Centro de Eventos do Ceará, da abertura do 6º Seminário Prefeitos Ceará 2018. O evento, promovido pelo Diário do Nordeste e realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/CE) e a Associação dos Prefeitos do Estado do Ceará (Aprece), tem como tema central, neste ano, Governança e Transparência – assuntos discutidos em debates, palestras e painéis. A programação seguiu até  18h e tem continuidade nesta terça-feira (5).
Durante a solenidade de abertura, o governador do Estado, Camilo Santana, ressaltou a importância de ferramentas de transparência para que a população atue “como principal fiscal da aplicação dos recursos públicos”. “O Ceará é número um em transparência no País há quatro anos. É sempre importante que a população tenha ferramentas para acompanhar e saber onde é que estão sendo feitos os gastos públicos, onde o seu dinheiro está sendo aplicado”, pontuou.
A ideia central também foi defendida pelo diretor institucional do Grupo Edson Queiroz, Igor Queiroz Barroso. “Formalização e transparência são fundamentais para qualquer sociedade, seja onde for. E a importância deste evento não é só discutir isso, mas unir todos os prefeitos na direção de melhores práticas de gestão. Assim, um compartilha com o outro o que está acontecendo e as experiências realizadas nos seus municípios”.
Nesse sentido, um dos objetivos do seminário ao reunir os 184 prefeitos, segundo o presidente da Aprece e prefeito de São Benedito Gadyel Gonçalves, é justamente capacitar os gestores para melhorar os índices de governança no território cearense. “A capacitação de todos os prefeitos, por meio dessa troca de experiências, é fundamental para a melhoria das práticas nos municípios e para a superação dos desafios da gestão pública”, frisou.
Para o presidente do TCE, Dr. Edilberto Carlos Pontes, as temáticas, sobretudo a da governança, “demoraram a entrar na ordem do dia do País como tema central”, mas são de “fundamental importância para encontrar soluções para as gestões”. “A transparência evoluiu muito no Brasil, desde a Constituição de 1988. Tudo está na internet, hoje isso está muito mais radical. É um momento especial que vivemos, porque a transparência é o elemento central da governança pública”, aponta.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget