Vacinação contra a gripe termina na sexta e mais de 20% do público-alvo não foi imunizado

A campanha de vacinação contra a gripe entra na última semana e mais de 20% do público-alvo ainda não foi imunizado.
Segundo o Ministério da Saúde, 13 milhões de pessoas ainda precisam procurar os postos em todo o País.
A maior preocupação é com as crianças de seis meses a cinco anos, grupo que tem a menor taxa de proteção até agora.
A coordenadora do Comitê de Imunizações da Sociedade Brasileira de Infectologia, Lessandra Michelin, ressaltou que as consequências da gripe são graves: “o vírus da influenza pode causar infarto, pode induzir a derrame, afetar o rim permanentemente”.
O infectologista Ralcyon Teixeira, do Instituto Emílio Ribas, reiterou que a medicação é segura: “ela não serve para não dar resfriados e não causa gripe. Ela tem poder apenas de proteção”.
A vacina está sendo oferecida para os grupos considerados prioritários.
Isso inclui crianças, idosos, professores, mulheres que tiveram filho há menos de 45 dias, grávidas, indígenas, portadores de doenças crônicas, profissionais da saúde e do sistema carcerário.
A expectativa do Ministério da Saúde é até que sexta-feira 54,4 milhões de pessoas sejam imunizadas.
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget