Dúvidas no PSDB para fechar chapa visando as eleições

A convenção que deve homologar a candidatura do pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado, general Guilherme Theophilo, está marcada para acontecer no próximo dia 29 de julho, em Fortaleza. No entanto, conforme informou ao Diário do Nordeste o presidente estadual do partido, Francini Guedes, algumas definições sobre a chapa majoritária ainda estão sendo fechadas, o que deve ser concluído até o próximo dia 20.
Assim como em 2010, a sigla tucana vai para a disputa com uma estrutura aquém daquela esperada para uma eleição ao Governo do Estado. Naquele ano, o então candidato a governador Marcos Cals contou com uma chapa formada por PSDB e DEM. No pleito deste ano, apenas o PROS deve dar suporte à candidatura do general.
Francini Guedes esteve na Assembleia Legislativa na semana passada, conversando com alguns parlamentares de oposição, dentre eles Ely Aguiar, da Democracia Cristã (DC). Segundo ele, ainda existe a esperança de atração de outras siglas para a chapa do general Guilherme Theophilo, e diálogos estariam acontecendo com DC, PODEMOS e PV. No entanto, os dirigentes dessas siglas já afirmaram ao Diário que não há nada fechado nesta questão.
Segundo Francini, o pré-candidato segue visitando municípios do Interior, conversando com segmentos da sociedade civil e procurando se apresentar à população. Após participar de encontro em Iguatu na última quinta-feira (5), ele esteve em Juazeiro do Norte e no Crato no fim de semana. Guilherme Theophilo tem sido acompanhado nas incursões pelo deputado Capitão Wagner (PROS) e pelo senador Tasso Jereissati. "Nossa candidatura é para valer", disse.

Vagas
Apesar de já ter sido definido o nome que deve encabeçar a chapa majoritária, ainda há indefinições sobre outras vagas. A ex-presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Mayra Pinheiro (PSDB), aparece como provável postulante à vaga de candidata a vice-governadora. "A Mayra é um nome, mas não está decidido. Estamos discutindo. Não existe pressa para fechar isso", disse Francini Guedes, que tem pouco mais de vinte dias para consolidar a chapa.
Luiz Pontes (PSDB), Lúcio Alcântara (PSDB) e Luís Eduardo Girão (PROS) estão na disputa para concorrerem às duas vagas ao Senado pela chapa de oposição. Eduardo Girão, inclusive, lança sua pré-candidatura, hoje, na Assembleia Legislativa.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget