Depois dos tiros, empresário “Yury do Paredão” tem prisão decretada e já está recolhido

Permanece preso numa cela da carceragem da Delegacia Regional de Polícia de Juazeiro do Norte, no Cariri (a 528Km de Fortaleza), o empresário de artistas e eventos Yury Breno Alencar Araújo, 30 anos. Ele teve prisão preventiva decretada pela Justiça nesta segunda-feira (6), após ser postado nas redes sociais um vídeo em que ele aparece disparando tiros de pistola intimidando um empregado de sua fazenda. A ”brincadeira de mau-gosto” rendeu a “Yury do Paredão” a liberdade.
Na tarde de ontem, o empresário se apresentou à Polícia Civil, em Juazeiro do Norte, após saber através do seu advogado, que iria responder pelo ato. Contudo, não imaginava que ficaria preso. O advogado dele, Paolo Giorgio Quezado, disse que “frustrante” saber que o cliente ficaria preso, pois havia o apresentado as autoridades para os devidos esclarecimentos.
Contudo, ainda pela manhã, a prisão preventiva do empresário foi decretada pela Primeira Vara da Comarca de Juazeiro. Além do mandado de prisão, o juiz expediu vários mandados de busca e apreensão possibilitando à Polícia entrar em várias propriedades do empresário em busca de provas. E deu certo. Na fazenda de “Yury do Paredão” a Polícia encontrou uma pistola que, possivelmente, foi a utilizada para disparar contra o funcionário. A arma pertence à Polícia Militar de Pernambuco.
O delegado-regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte, Eduardo Macula, informou que, além do cumprimento da ordem judicial de prisão e de busca e apreensão, os policiais realizaram a apreensão da arma que será objeto da investigação. A Polícia quer saber como o empresário teve acesso a uma arma militar, de uso restrito. Por conta disso, “Yury do Paredão” dever responder também por este crime, de acordo com o Estatuto do Desarmamento.

Cenas
O vídeo mostra o empresário numa “brincadeira” com amigos, quando ele saca a pistola e começa a atirar em direção ao caseiro. O empregado, que já foi ouvido pela Polícia, pede várias vezes para o patrão parar de atirar.  Ouve-se risos de quem está gravando as cenas e o empresário chega a mandar o caseiro ajoelhar-se afirmando que “agora tu vai morrer”. Rapidamente, o vídeo postado nas redes sociais teve ampla audiência e repercussão, o que levou a Polícia a abrir a investigação com o pedido à Justiça da prisão de “Paredão”.

Fernando Ribeiro
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget