Dois candidatos ao Governo e três ao Senado arrecadam para campanha

Com as campanhas em andamento desde o dia 16 de agosto, candidatos a cargos majoritários no Ceará contabilizam as primeiras doações oficiais registradas no sistema DivulgaCandContas, gerido pelo Tribunal Superior Eleitoral. Dois candidatos ao Governo do Estado e três ao Senado Federal somam, juntos, R$ 2,2 milhões, segundo dados coletados na noite dessa segunda-feira (27).
O governador Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, possui apenas uma doação no valor de R$ 100 mil. Ela foi feita pelo empresário Beto Studart. O presidente da Federação da Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) doou a mesma quantia ao candidato ao Senado, Cid Gomes (PDT). O ex-governador recebeu também o valor de R$ 500 mil do primeiro suplente, Prisco Bezerra, irmão do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio. Assim, com R$ 600 mil, Cid Gomes é o candidato com conta de campanha mais volumosa até agora nas eleições no Ceará.
Na página do outro candidato ao Senado da coligação, Eunício Oliveira, que busca a reeleição, “não há prestação de contas apresentada à Justiça Eleitoral”, segundo informa o próprio sistema.

PSDB e PROS
A chapa concorrente formada pelas siglas PSDB e PROS, sozinha, soma R$ 1,5 milhão. O candidato ao Palácio da Abolição, General Theophilo (PSDB), recebeu R$ 500 mil do Diretório Nacional do partido. É a única arrecadação presente no DivulgaCandContas. O PSDB Nacional também doou R$ 500 mil para a candidata ao Senado, Mayra Pinheiro (PSDB).
O empresário Luís Eduardo Girão (PROS), segundo postulante a senador, por enquanto, não teve contribuição da direção nacional do partido. A única doação foi feita por ele mesmo, no valor de R$ 500 mil. A tendência é que novos valores entrem nas contas de campanha nos próximos dias. Mesmo nas páginas dos candidatos com dinheiro “em caixa”, não há gastos oficiais registrados.
Os demais concorrentes ao Governo e ao Senado, a exemplo de Eunício, não tiveram nenhuma movimentação nas contas, são eles: Ailton Lopes (PSOL), Francisco Gonzaga (PSTU), Hélio Góis (PSL) e Mikaelton Carantino (PCO) ao Governo; e Anna Karina (PSOL), Pastor Simões (PSOL), Geraldo Magela (PSTU), Alexandre Barroso (PCO), Pastor Pedro Ribeiro (PSL), Robert Burns (PTC), Dr. Márcio Pinheiro (PSL), João Saraiva (Rede) e José Alberto Pinto Bardawil (Pode) ao Senado.

Limite de Gastos
Para cada senador, o limite de gastos previsto pela Justiça Eleitoral é de R$ 3,5 milhões. Para governador, é de R$ 9,1 milhões no primeiro turno e de R$ 4 milhões e 550 mil no segundo turno.

Diário do Nordeste
Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget