Três policiais são mortos no bairro Vila Manoel Sátiro, em Fortaleza

Três policiais militares foram mortos, na tarde desta quinta-feira (23), no bairro Vila Manoel Sátiro, em Fortaleza. O crime aconteceu no cruzamento das ruas São Manoel com Padre Arimatéia. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) disse que a não medirá esforços para identificar e prender os suspeitos.
De acordo com informações da Polícia Militar (PM), os três militares estavam em um bar almoçando e bebendo, quando os suspeitos chegaram em um veículo Volkswagen, modelo Voyage na cor preta, disparando contra os policiais, que não resistiram aos ferimentos.
As vítimas foram identificadas como 1º sargento José Augusto de Lima (58 anos), 2º tenente Antonio Cezar Oliveira Gomes (50) e o subtenente Sanderley Cavalcante Sampaio (46), de acordo com a SSPDS. Apenas o subtenente estava na ativa e, no momento do crime, estava de folga. Os outros dois eram da Reserva. Equipes da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), do Batalhão de Choque (BPChoque) e do policiamento dos bairros dão apoio à ação, no intuito de prender os criminosos.   
De acordo com informações preliminares, o Voyage foi abandonado, depois do crime, no bairro Aerolândia. Após isso, os suspeitos estariam fugindo em um veículo Chevrolet, modelo Prisma, de cor preta, em direção ao Município de Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).


Possível retaliação, afirma policial da Reserva
O policial da reserva Mardônio Aguiar, que estava no local do crime, afirma que há a informação de que a tripla execução foi uma retaliação à morte de um suspeito, identificado como Thalis Constantino Alencar, na última quarta-feira (22), no bairro Vila Manoel Sátiro. O homem, de acordo com o policial da Reserva, pertencia a uma facção criminosa e estava usando uma tornozeleira eletrônica, cumprindo regime semiaberto pela prática de homicídios. No entanto, o comando da Polícia Militar não confirma as informações de Mardônio Aguiar. 
Thalis é apontado pela Polícia Civil como um dos suspeitos de matar a tiros um subtenente identificado como Juciano de Lima Barbosa, no dia 29 de julho último. No momento do crime, o militar estava em um bar, localizado em frente ao imóvel em que residia, quando dois homens chegaram em uma motocicleta e desferiram oito disparos que atingiram as costas do agente. 
"Segundo informações, alguns homens se reuniram no velório dele, hoje, e saíram em um Voyage, rondando no bairro à procura de policiais, e visualizaram três militares, que estavam em um barzinho almoçando, e os executaram, em represália ao bandido que foi morto", destacou o policial da Reserva Mardônio.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget