Camilo relata preconceito e se diz insatisfeito com a direção nacional do PT

Candidato à reeleição pelo PT que menos recebeu recursos de campanha da legenda, o governador Camilo Santana diz estar insatisfeito com o tratamento dispensado pela direção nacional da sigla petista à candidatura. "Eu não sei qual o preconceito deles comigo. Acho que isso não é justo e não estou satisfeito", declarou ao Diário do Nordeste. Ontem, o chefe do Poder Executivo, que lidera as intenções de voto no Ceará, esteve no Sistema Verdes Mares (SVM), onde concedeu entrevistas à TV Verdes Mares e à TV Diário.
Ao Diário do Nordeste, Camilo lembrou que, em 2014, nem o ex-presidente Lula nem a então presidente Dilma Rousseff fizeram campanha para ele, por conta da aliança que tinham com o senador Eunício Oliveira (MDB), à época adversário do petista.
Quatro anos depois, ele é um dos quatro postulantes à reeleição pelo PT no País e, dentre estes, é o que teve, até o momento, o menor volume de recursos do fundo eleitoral liberado pela sigla. Segundo dados da plataforma DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral, no Ceará, ele recebeu menos recursos até que candidatos a deputado federal: Luizianne Lins teve repasse de R$ 500 mil.
No "CETV 1ª Edição", da TV Verdes Mares, e no "Diário na TV", da TV Diário, Camilo amparou-se em números favoráveis ao governo e reafirmou propostas para eventual segundo mandato.

Diário do Nordeste
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget