Ex-governador Beto Richa é preso em Curitiba

O ex-governador do Paraná e candidato ao Senado Beto Richa (PSDB) foi preso na manhã desta terça-feira (11) em operação coordenada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado. A esposa dele, Fernanda Richa, e seu ex-chefe de gabinete Deonlison Roldo também foram presos.
Na manhã desta terça-feira, ocorre também uma nova fase da Operação Lava Jato da qual Richa e Roldo são alvo. A Polícia Federal e o MPF-PR (Ministério Público Federal do Paraná), que comandam esta ação, informaram ao UOL que a prisão do ex-governador não tem relação com a operação.
Os dois órgãos confirmaram que a prisão de Richa foi feita pelo Gaeco. Ainda não há informações sobre os motivos da prisão. Segundo o MPF, na Lava Jato, o ex-governador foi alvo de um mandado de busca e apreensão em sua casa.
As assessorias de imprensa de Richa e do PSDB no Paraná foram contatadas, mas não se manifestaram até o momento.
Na última pesquisa Ibope, do dia 4 de setembro, Richa apareceu em segundo lugar na corrida para o Senado, o que garantiria a eleição dele.
Segundo a PF, a nova fase da Lava Jato, a 53ª, cumpre 36 ordens judicias nas cidades de Salvador, São Paulo, Curitiba, Lupianópolis (PR) e Colombo (PR). Desses mandados, 33 são de busca e apreensão.
Há outros três mandados de prisão em Curitiba, mas que, a princípio, não seriam os contra Richa, sua mulher e seu ex-chefe de gabinete.
Segundo a PF, a ação de hoje, batizada de Operação Piloto, o objetivo é a "apuração de suposto pagamento milionário de vantagem indevida no ano de 2014, pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht, em favor de agentes públicos e privados no Estado Paraná, em contrapartida ao possível direcionamento do processo licitatório para investimento na duplicação, manutenção e operação da rodovia estadual PR-323 na modalidade parceria público-privada".
Uol

Cadernos:

Postar um comentário

A Voz de Santa Quitéria é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais, a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.
Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.
Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: avozdesantaquiteria@outlook.com.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo

[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget