TRE suspende programas eleitorais com intérprete de Libras acusado de inventar sinais no Espírito Santo

As propagandas eleitorais que foram ao ar na TV com o intérprete de Libras Cássio Veiga, acusado pela Associação de Surdos de Vitória de inventar sinais, foram suspensas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), nesta sexta-feira (7), até que os partidos apresentem novas peças.
A decisão é da juíza auxiliar do TRE-ES Maria do Céu Pitanga de Andrade.
O problema surgiu após reclamações de telespectadores de que a interpretação de Libras de feita por Cássio nas propagandas eleitorais não batia com o que candidatos falavam.
Cássio foi contratado por pelo menos quatro partidos para traduzir o que os candidatos diziam para as pessoas surdas.
Segundo a associação, ele usou sinais desconexos, sem contexto, desrespeitando a estrutura gramatical da língua de sinais. Alguns sinais são até mesmo desconhecidos pelos surdos.
O secretário da Associação dos Surdos de Vitória e tradutor e intérprete de Libras, Josué Rego, entende que a decisão do TRE é um marco e uma importante vitória para a comunidade surda e para intérpretes de Libras.
“Vimos toda a comunidade sendo desvalorizada e ridicularizada por uma pessoa que não estava fazendo um trabalho adequado. Esse é o reconhecimento do direito à comunicação dos surdos, que tem esse como importante momento para exercer o voto. Para isso, é necessário que eles entendam a proposta dos candidatos”.
A Advogada da Associação, Vanessa Brasil, explica que essa é uma decisão liminar e já foi encaminhada aos partidos. As propagandas devem ser retiradas do ar até sábado (8), às 12 horas.

G1
Cadernos:
[disqus][facebook]

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget